Biografias… Breves currículos.

Rubens Muniz Junior — Brasileiro, aposentado, viúvo, 80 anos. Conheci no decorrer da existência, a trabalho e moradia, 75 países. Desde a tenra idade fui levado pelos pais, assim como minhas irmãs, à fantasia, arte da literatura. Costumo dizer que não consegui ler a quantidade de livros que o meu pai leu, próximo dos quatro mil e nem a minha irmã Marilena, um pouco mais de três mil, mas cheguei próximo aos 1.300 livros. Publiquei dois livros de poesias, “Asas ao Mar” e “Tardes de Domingo”; um de pensamentos, “Pensamentos, Frases, Segmentos de uma Vida”; e um romance, “Paris, o Renascer do Amor”. Participei de dezenas de coletâneas e concursos literários no Brasil e exterior. Estou publicado entre elas, nos livros “Crônicas da Cidade – a cidade vista pelos melhores cronistas brasileiros” (2011), “Livro de Ouro da Poesia Brasileira Contemporânea” (2010), “O Melhor do Conto Brasileiro – autores brasileiros contemporâneos” (2010), “Livro de Poesias Mario Benedetti” (2010), no Uruguai; e “Blue Yes — in Emilie Dickson memory” (2004), Poetrix Foundation / USA. Trabalhei como Ghost Writer junto a editoras em mais de 25 romances e pocket books, e sou membro da equipe editorial do jornal O Boêmio e do canal Poesia Viva, ambos voltados à cultura popular independente e evolucionária.

.

Eduardo Waack — Publiquei meu primeiro poema em 1979, na Revista Formiga, editada em Curitiba (PR). Desde então tenho lançado livros individuais (o primeiro deles é “Canções do Front”, 1986, e o mais recente chama-se “O Rei e Eu”, 2021) e participado de antologias literárias no Brasil e no exterior. Publico poemas, matérias, contos e crônicas em revistas, jornais, fanzines, camisetas, sites, blogs e intervenções, incluindo (entre outras) as exposições: Tercera Exposición Internacional de Poemas Póster de Poetas Iberoamericanos Contemporáneos (2000) St. Thomas University, Fredericton, Canadá; Os Pássaros, exposição foto-poética (2009); Terras de Zumbi, exposição foto-poética (2012); América Ancestral (2019) e A Semana de Arte Moderna Agora (2022). Obtive inúmeros prêmios e medalhas em concursos e mostras literárias. Produzo vídeos poemas para divulgar a literatura de maneira ampla e irrestrita, disponibilizados no YouTube no canal Poesia Viva — Eduardo Waack: www.youtube.com/c/eduardowaack. Edito o jornal O Boêmio — cultura popular independente e evolucionária — desde 1991, com edições impressas também disponibilizadas em nosso site (www.jornaloboemio.wordpress.com). Organizei quatro coletâneas literárias, lançadas nos anos de 1986, 1996, 2009 e 2021.

.

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: